sábado, 22 de dezembro de 2007

Dia +119
















Ho! Ho! Ho!

Viva! O Natal está chegando e com ele o tão esperado final de ano que a mamãe e o papai tanto esperaram esse ano, que foi cheio de grandes acontecimentos, conquistas e muitas vitórias. Fizemos grandes amigos, no mundo inteiro (agora a mamãe sabe o porquê da expressão de criar o filho para o mundo), os velhos amigos viraram grandes companheiros, a nossa família um colo gigantesco que passou o ano inteiro mimando a gente, e os "desconhecidos" nós estamos doidos para conhecer.

No começo desse ano sentimos tanto medo, um aperto no coração, mas nunca perdemos a esperança de que tudo iria dar certo... O medo era apenas pelo desconhecido, e de como a mamãe e o papai passariam por tudo isso, mas eu me esforcei, dei muitos beijinhos neles e nunca os deixei sozinhos, mesmo quando estava muito dodói eu sempre dava um jeitinho de dar um sorrisinho para ela... Ela fazia uma cara tão bonitinha que valia o esforço! O papai então? Parecia um bobo! Sempre me enchendo de beijos, apertos, sempre querendo atenção com brincadeiras incríveis. Deu um trabalhão mas acho que valeu a pena!


Durante todo ano, tivemos que nos afastar de muitos amigos, principalmente os meus, não pude receber a visita deles... Teve uma vez que os meus priminhos foram me ver, mas foi tão rapidinho, só da porta de casa, a saudade só aumentou, eu queria tanto apertar eles. Ainda não posso brincar com eles, mas como eu estou bem mocinho e estão todos vindo passar o Natal com a gente, a mamãe está arrumando algum passeio em que possamos estar juntos, mesmo que sem nos abraçar ou trocar brinquedos, só nos vendo, já vai valer a pena, vamos brincar muito ainda e quando eu ficar bom de vez... Me aguardem! vou apertar muito todo mundo!

Os meus tios foram fantásticos, sempre presentes, a mamãe sempre arrumava uma desculpinha (no caso eu) para chamar a galera para cá. Eu falava para ela: mamãe eu já estou bom, já passou o susto! Que nada ela sempre queria mais atenção, os meus tios Titudos, tia Rô, Tais, Telma, Márcia, Donato, meus avós todos vieram para cá, a vovó Neuza mudou com a gente, o vovô Donato, muito baderneiro (teve até um piripaque para vir para cá!) e o vovô Vinha também foi usado para dar colo para os meus carentes pais! Mas no fundo nós sabemos que eles são legais né! Então estamos agora em rítmo de festa, com a casa enfeitada e comigo querendo escapar pela sacada par dar uma olhada no visual da cidade, vamos aproveitar para deixar a casa bem linda, cheia de luz e muita alegria e dar uma folguinha para o Papai Noel, manda falar para ele, que não precisa vir aqui em casa esse ano não, está liberado, já ganhamos tudo o que queríamos! Estou ótimo e curado. O que mais poderíamos querer?



Agora vamos aos fatos:



Eu, muuuuuito faceiro como podem ver, estou só que melhoro, agora com todos os medicamentos sendo tomados em casa, vou ao ambulatório só para desentupir (heparinizar) o catéter, bem rapidinho, assim fico com o dia todo para brincar. Os remédios da pressão agora são só dois, um foi eliminado no último paredão com a tia Doutora Carmem. Como vocês podem ver estou mesmo um espetáculo!





No hospital as coisas continuam um cadico complicadas... No último final de semana, acabamos nos despedindo de mais um amiguinho... O Juan, que tinha a mesma doença que eu, porém, infelizmente, não a mesma sorte. Todos nós tínhamos muito orgulho de conhecê-lo, um grande concorrente é verdade, pois era tão charmoso quanto eu, o mesmo sorrisinho maroto, sempre lutando contra muitas complicações da doença e sempre bem humorado, logo que chegou cativou a todos, fez o transplante sem quimioterapia, teve até a pega da medula e tudo mais... Infelizmente não pode ficar muito tempo com a gente... Mas o Papai do Céu, que sempre sabe o que faz, deixou ele dormindo um tempão, para que nos acostumássemos com a sua ausência, ficando só as boas lembranças dos seus lindos sorrisos enquanto desenhava com as crianças no corredor do andar... Acho que agora deve estar lá junto com tantos outros amigos nossos, escrevendo um monte de cartinhas para ler enquanto dormimos.

A minha médica explicou que a doença que eu tinha (sim isso já é um passado!), é muito complicada, das crianças transplantadas no nosso país com ela, somente eu tive sucesso (acho que foram 3 ou 4). Um dos motivos para um número tão ruim é a falta de vagas para o tratamento, um diagnóstico bem cedinho e fazer o transplante rápido é a grande chance que nós pequeninos temos, mas acabamos perdidos no meio de tanta conversa mole, papelada inútil e dindin aplicado em lugar que não deve.





Acho melhor ficar só com os bons pensamentos do Natal, lembrando dos meus grandes amigos desse ano que mesmo muito longe, estarão sempre juntinho do meu coração.





Nessa noite de Natal quando estivermos todos unidos olhando para o céu cheio de estrelinhas vou mandar todos os meus bons pensamentos para os anjinhos que estão brilhando lá em cima por nós...
Beijinhos saudosos.

14 comentários:

Paula e Sandro disse...

Paulão,
você estar bem realmente é o melhor presente de Natal que poderíamos ter ganhado no mundo. Te amamos demais e queremos te ver sempre assim, lindo, faceiro, arruaceiro, zanzando e brincando o tempo todo.
Além disso, temos certeza que todos os seus amiguinhos que tiveram a mesma doença, mas que agora estão ao lado do papai do céu, estão rezando pela sua recuperação e pela sua felicidade. E enquanto isso, nós continuaremos orando e pedindo sempre bençãos pra você, pros seus amiguinhos e pros seus pais... O menino Jesus não vai esquecer de vocês nunca, tá. Beijos no coração.
Tios Titudos.

Anônimo disse...

Olá Paulão,
Sempre nos emocionamos com você, cada vez melhor, lindo, sorrindo brincando... dispensando a visita do Papai Noel em reconhecimento as bençãos de sua existência. Vocês são uma família linda e merecedora
de muitas bençãos e mimos de todos q os cercam. Certos de que as bençãos do Cristo continuarão a se derramar sobre todos vocês da família, amigos, companheiros de luta, Tia Drª Carmen, amiguinhos que já partiram, desejamos um Natal de muita alegria e um Ano Novo cheio de Paz!
Cynthia, Bia, Pedro e João

Patrícia disse...

Olá Pessoal do Bem!
Estamos muito felizes com este enorme presente que o Papai Noel nos deu este ano (é... o presente é nosso também, pois é bom demais ver você cada vez melhor e o sorriso de bobo na cara do seu pai cada vez que perguntamos de você: "Está ótimo!").
Gostaríamos de dizer que amamos muito vocês todos e, cada vez mais! E que vocês fazem parte de nossas vidas e da de todos os nossos amigos.
Aproveitando, gostaríamos de agradecer, mais uma vez, ao Papai Noel, por este grande presente. Ao Nosso Deus que os tem acompanhado o tempo todo. À nossa Grande Mãe Maria, que sempre passa na frente e abre todas as portas que somos incapazes de abrir sozinhos, a este Anjo da Guarda prá lá de eficaz e, é claro, a este batalhão maravilhoso que acompanha vocês em todos os momentos!
Mil Beijos, Um Natal de Luz e um Super Ano Novo.
Gabriel, Patrícia Bonadio (de elástico vermelho e verde - que mico!) e Celso

Luiz e Rubia disse...

Paulão, esse natal vai ser especial pra muita gente. Ganhamos um presente a cada dia durante o ano todo. Nos sentimos privilegiados!!
Papai Noel também deve estar orgulhoso de ver como esse sentimento lindo chamado AMOR pode unir tantas pessoas, torna-las muito melhores, mais humanas, dóceis, compreensivas com seus problemas e com maior capacidade de agradecer.
Você e seus pais são sinônimos de luta, conquista e vitória. São importantes na nossa caminhada, pessoas iluminadas que buscaram no fundo da alma as principais sementes plantadas pela Natureza e com sabedoria e humildade, dividiram com todos nós.
Obrigado por nos iluminar com seu brilho, nos ensinar que NATAL é todo dia e que o AMOR é esse sentimento divino que possuímos desde nossa criação.

Um super-beijo a você, seus pais, a todos que sempre participam dessa história e de alguma forma tbém fazem com que nos sintamos acalantados com tantas palavras de carinho e ternura.

Um 2008 cheio de luz pra todos nós.

Rê & Jão Paulo disse...

Paulão, Dri e Pedrinho, queridíssimos amigos/companheiros, acho que o pessoal aí em baixo já disse tudo e mais um pouco de vocês, nossos Super Herois.
Este ano marcou muito nossas vidas, com preocupações, orações, espectativas e dúvidas, mas graças ao Bom Deus, findamos este mesmo ano alegres em ver que tudo está voltando ao normal com o nosso Paulão, cada vez mais sadio, fofo e lindo!
Estamos morrendo de inveja dos tios, tias, primos ,etc que estão com vocês aí em Curitiba, pois a saudade está "duríssima", quase insuportável, mas quando pensamos que é pro bem do Paulão tudo se amenisa e trocamos a saudade por orações e planos para nos divertirmos na volta para Sampa, que se Deus quiser será breve!
Sem mais rodeios..., Um Natal de muito Amor(que com certeza não falta)e Paz e para 2008 MUUUUITA SAÚDE, diversões e saidinhas para compensar 2007!!
Um grande beijo, amamos vocês
Rê e Jão!!!

Maria Flora de disse...

Dri, Pedro, Paulo

que as festas de 2007 sejam muuuuito boas, e os próximos anos muito bons, com muito menos sustos...
coragem, e muitos beijos, Flora, SP

Anônimo disse...

Feliz Natal e um Ano de 2008 sem quaisquer problemas, só com momentos de mais alegrias e realizações!!!
Beijos ao Paulão, menino-herói, ao Papai e Mamãe corajosos... da tia-avó que adotou vcs de todo coração!
Deus continue abençoando vcs cada vez mais!

Anônimo disse...

Pedro,Adriana e Paulo,

o Amor de Deus Pai e a compaixão de Jesus, o Cristo, que se fez homem ao nascer de Maria,a escolhida e pura de coração,ultrapaça a nossa compreenção ao nos conceber tantas graças independente de nossas crenças e de nossos agradecimentos.
Glórias e louvores a Ti Senhor que nos ouve e acredita em nós e felizes ficamos pelo seu SIM Maria que realiza o nosso Natal.

César e Família.... disse...

Paulão,

Realmente este foi o melhor presente de Natal que poderiamos receber.
Estamos muito contente com sua cura e aguardamos muito sua visita lá no pico da Kikita.
Muitas felicidades e saúde sempre...

Beijos

César, Angélica, Bruno e Majú

Anônimo disse...

Meus queridos,
Estamos felizes por vocês, pela conquista desse sucesso, por terem vencido todas as barreiras e finalizarem 2007 com esperança de que os próximos anos sejam muuuuito melhores do que esse.
Desejamos que tenham tido um feliz natal, e que 2008, 2009, 2010,.... possam trazer muuuuuiiiitas alegrias e aventuras.
Beijos.
Ulysses, Delly, Anielle, Diego, Ramon, André e Silvia.

Anônimo disse...

PAulinho, Dri e Pedro!
Gostou do hipópotamo????? Ele é garndão e bonitinho, né???
FELIZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ
Ano NOVO para Voces! Tenho certeza que muitas estrelas vão brilhar para vcs!
De que acompanha de longe, mas com o coração sempre perto!
GRANDE BEIJO NOS TRES!!!
Marcia e Rachelzinha!

Camilla disse...

Querido Paulão, desejo do fundão do meu coraçãozinho um super 2008 pra vc! E vai ser lindo mesmo. VC é um vencedor e esse novo ano que começa promete mil e umas estripulias nessa sua vida, que já é tão linda e iluminada. E vê se conta pra gente todos os presentes que o Papai Noel trouxe tá??
Um beijo com amor pra vc, papai e mamae. Todos os deuses deem toda a felicidade do mundo pra vcs nesse novo ano. Novo mesmo!
Camilla

Janete Cardoso disse...

Um 2008 cheio de vitórias, principezinho! beijinhos

Rita Leite disse...

Querido Príncipe Valente!
Que você e toda sua trupe tenham um ano novo NOVO de verdade! Sem sustos e sem apertos no coração! De agora em diante aperto só se for nessas suas bochechas gostosas e risonhas! E não pense que vou deixar barato não! Estou na fila para os encontros com os “desconhecidos” tão logo você volte para SP e esteja prontinho para uma boa farra! Muitos beijos, apertos bochechais e mordidinhas da tia de faz de conta, Rita Leite
P.S.: Aproveito para mandar um recadinho: "Receita de Ano Novo"
Para você ganhar um belíssimo Ano Novo cor de arco-íris, ou da cor da sua paz, Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido (mal vivido ou talvez sem sentido) para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior) novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha, você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, não precisa expedir nem receber mensagens (planta recebe mensagens? Passa telegramas?). Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta. Não precisa chorar de arrependido pelas besteiras consumadas nem parvamente acreditar que por decreto da esperança a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver. Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.
(Carlos Drummond de Andrade)